Doutorando

  Nesta página foram reunidas algumas informações úteis sobre a vida acadêmica dos Doutorandos do POSMEC. Ela tem caráter orientativo e não substitui o Regimento POSMEC 2011 nem a Resolucao Normativa da Pós-Graduação (05-CUn-2010). Veja também mais informações no Guia de Sobrevivencia do Doutorando_v2015_1.

Matrícula (calendário acadêmico no POSMEC)

Ao ingressar no POSMEC (somente a primeira matrícula),  o  aluno  deverá  imprimir  o Requerimento de Matrícula para Alunos Regulares  e  conversar  com o Orientador para a definição quanto às disciplinas que deverão ser feitas no bimestre.  Após isso, o  aluno  deverá entregar o requerimento assinado na secretaria do curso.

Matrículas em disciplinas de outros cursos de pós-graduação da UFSC, o aluno deve imprimir o Requerimento de Matrícula para Alunos Regulares e preencher os dados da disciplina, colher  a assinatura do Orientador, e entregar no POSMEC no período de matrícula do outro programa.

Todo doutorando tem que se matricular em cada período letivo. Enquanto o aluno não completar o número mínimo de crétidos, a matrícula deve ser feita em disciplinas. Após completar o número mínimo de créditos com índice de desempenho não inferior a 3,00, o doutorando tem que se matricular, todo período letivo, em Tese (mesmo em prorrogação). Não há taxas de matrícula envolvidas.

  A matrícula é feita através do CAPG nos períodos definido pelo Calendário Acadêmico. A ficha de matrícula preenchida no CAPG deve ser impressa, assinada pelo orientador e entregue na Secretaria do POSMEC dentro do prazo estabelecido.

Ajuste e Cancelamento de Matrícula

O ajuste de matrícula é feito através do Requerimento de Matrícula para Alunos Regulares (acima), preenchido, colhida a assinatura do Orientador e entregue no POSMEC. Prazo é o de cancelamento.

  A matrícula em uma ou mais disciplinas pode ser cancelada por solicitação do aluno com a anuência do seu orientador. Para isso, é necessário realizar o cancelamento através do sistema CAPG. Imprimir o comprovante e entregá-lo assinado pelo aluno e pelo orientador na secretária do POSMEC (de acordo com o prazo estipulado no calendário acadêmico). Aluno bolsista deve fazer (mínimo) de 4 créditos por bimestre.

Número Mínimo de Créditos

  Alunos com dedicação exclusiva devem estar matriculados em cada bimestre letivo em pelo menos 4 créditos. Devem ainda completar o mínimo de 18 créditos em cada quatro bimestres. Matrículas em um número menor de créditos podem ser autorizadas pela Coordenação em casos especiais. Para isso, o doutorando deve encaminhar por escrito à Secretaria do POSMEC uma solicitação expondo os motivos. Para tal, é preciso ter a anuência do orientador.

Proficiência em Língua Estrangeira

  Será exigida a comprovação de proficiência em duas línguas estrangeiras. Os alunos estrangeiros do POSMEC deverão também comprovar proficiência em língua portuguesa. Nenhum aluno em débito com as exigências de proficiência em línguas estrangeiras poderá submeter-se a exame de qualificação.

  A proficiência em língua inglesa é através da Prova de Proficiência em Inglês, realizada pelo POSMEC, nas datas definidas no calendário acadêmico. Não há necessidade de inscrição para a prova. Podem ser usados dicionários técnicos. Nenhum equipamento pode ser utilizado (celular, tablet, entre outros).

Uma comissão está elaborando alterações na forma de comprovação da proficiência em língua estrangeira. A expectativa é que os trabalhos estejam concluídos em Setembro de 2014.

Exame de Qualificação

  Todo doutorando precisa elaborar, entregar e defender seu Exame de Qualificação (EQ) tão logo se completem os créditos e antes que se completem 18 meses do ingresso no POSMEC.  Nos casos em que se justificar, o prazo para a defesa do EQ pode ser estendido por até mais seis meses. Para isso, o orientador e o doutorando precisam encaminhar à Secretaria do POSMEC uma solicitação de prorrogação contendo os motivos. Se a defesa do EQ não se der até o 24º mês a bolsa de doutorado será suspensa.

  A forma, o conteúdo e outras especificidades do EQ serão regulamentadas por uma Resolução que está sendo trabalhada por uma comissão. A expectativa é que os trabalhos sejam concluídos até agosto/2015.

  O texto do exame de qualificação, tipicamente, apresenta entre 60 e 90 páginas com a proposta da tese a ser desenvolvida. Deverá conter a revisão bibliográfica preliminar do tema, definir os objetivos do trabalho, realçar seus elementos inéditos, apresentar a forma como o trabalho será desenvolvido (método), o cronograma de trabalho, os resultados esperados e demonstrar que há condições e recursos suficientes para viabilizar o trabalho.

  O EQ é avaliado por uma comissão examinadora composta por um mínimo de três doutores. A composição dos membros da comissão deve observar  as Diretrizes_Comissoes_Examinadoras e ser aprovada pelo Colegiado Delegado. Normalmente a comissão examinadora observará: (a) Se a proposta tem o porte e a originalidade compatíveis com uma tese de doutorado; (b) Se o caminho (método) proposto tem boas chances de sucesso; (c) Se os meios necessários para o trabalho ser desenvolvido estão assegurados ou bem encaminhados e (d) Se o candidato tem suficiente domínio sobre o trabalho proposto.

  A defesa do EQ tem uma parte pública e outra a portas fechadas. A parte pública inicia com uma apresentação pelo aluno de 50 minutos da proposta do trabalho. A seguir a platéia tem oportunidade de se manifestar sobre o trabalho e questionar o candidato. Na sequência, inicia-se a fase de portas fechadas. O doutorando é arguído por cada membro da comissão examinadora sobre a proposta do trabalho.  Finalmente, a comissão examinadora se reúne em caráter reservado para deliberar sobre a aprovação ou não do trabalho. É lavrada a ata da defesa do EQ e estabelecida uma folha de recomendações onde a comissão examinadora deixa suas orientações sobre as correções de rumos, complementações e demais considerações que achar pertinentes.

  O POSMEC preparou algumas orientações para ajudá-lo no processo de elaboração e apresentação do EQ: Dicas para escrever melhor e Dicas_Apresentacoes_Orais.

Atenção: não há segunda chance para a defesa do EQ. Em caso de reprovação, o doutorando é desligado do curso.

Prazo para Conclusão do Doutorado

  O prazo máximo regulamentar para a conclusão do doutorado no POSMEC é de 48 meses. A expectativa é que todas as disciplinas sejam completadas até o final do primeiro ano letivo. O exame de qualificação (EQ) deverá ser defendido idealmente até o 18º mês. A partir daí, o desenvolvimento do trabalho de pesquisa, a confecção e defesa da tese devem ser realizados até o final do 48º mês. Objetividade e dedicação são elementos de grande impacto para o sucesso.

  Concluir o doutorado dentro do prazo regulamentar é a melhor alternativa para o doutorando, orientador e para o POSMEC. Findo este prazo, e havendo boa justificativa, é possível solicitar prorrogações. Nos casos de força maior,  até 12 meses de prorrogação podem vir a ser concedidos. Porém, não há possibilidade de prorrogar as bolsas de estudos administradas pelo POSMEC além do prazo regulamentar de 48 meses. As únicas exceções são para gestantes e doutorandos de excelente desempenho que passaram direto do mestrado para o doutorado.

  Doutorandos que concluírem e defenderem suas teses de doutorado dentro do prazo regulamentar de 48 meses terão pagas pelo POSMEC as despesas com a confecção de N + 3 exemplares da tese de doutorado, sendo N o número de membros da comissão de avaliação.

 

Prorrogação

  O pedido de prorrogação deve ser feito pelo orientador, em formulário próprio, Formulário de Prorrogação de Prazo, contendo a justificativa para a prorrogação, anexando o cronograma de atividades do período. O pedido deve ser  assinado pelo doutorando e pelo orientador. Lembrando que o tempo máximo de prorrogação é de 12 meses e mínimo um período letivo. A avaliação do tempo de prorrogação fica a cargo do colegiado do curso.

Trancamento

  Em casos de força maior, ou por impedimentos de ordem particular, o doutorando poderá requerer trancamento do curso. Neste período o doutorando não poderá cursar disciplinas, defender o exame de qualficação, tese de doutorado ou cumprir qualquer formalidade ligada ao curso. O período relativo ao trancamento não é contabilizado para efeito no tempo máximo de integralização do doutorado. O prazo mínimo do trancamento é de um período letivo e máximo de 12 meses. Não é permitido o trancamento da matrícula no primeiro e no último período letivo, nem em períodos de prorrogação de prazo para conclusão do curso.

Obs: na efetivação do trancamento a bolsa é imediatamente cancelada.

Formulário de Trancamento do Curso

Desempenho nas Disciplinas

  O aproveitamento em cada disciplina é expresso através de quatro conceitos, conforme a tabela:

Conceito Significado Equivalente numérico
A Excelente 4,0
B Bom 3,0
C Regular 2,0
E Insuficiente 0,0

  O doutorando precisa apresentar desempenho mínimo nas disciplinas cursadas para se manter no curso. Será desligado do programa por insuficiência de desempenho o aluno que se enquadrar em qualquer um dos itens a seguir:

  1. Obtiver, em qualquer período letivo, índice de aproveitamento inferior a 2,0 (dois vírgula zero) no conjunto das disciplinas e atividades cursadas nesse período.
  2. Obtiver, ao final do seu 2° período letivo, índice de aproveitamento acumulado inferior a 2,5 (dois vírgula cinco).
  3. Não conseguir, ao final de 5 (cinco) períodos letivos, atingir índice de aproveitamento acumulado maior ou igual a 3,0 (três vírgula zero).
  4. Caso obtenha conceito menor do que “C” em duas das disciplinas cursadas.

Orientador

  Cada doutorando tem que ter um orientador de doutorado credenciado pelo POSMEC. A definição do orientador é por ocasião do ingresso do doutorando no curso. O orientador guiará o aluno na escolha das disciplinas necessárias para desenvlver o plano de trabalho acordado, bem como em todas as fases de desenvolvimento do EQ, da pesquisa e do documento da tese. A formalização de eventuais coorientador(es), se dará por ocasião da  defesa do EQ.

  A troca de orientador é permitida, seja por iniciativa do aluno, ou por iniciativa do orientador. Vejas mais no Regimento POSMEC 2011.

Tese de Doutorado

  A tese de doutorado é o documento escrito no qual estarão registrados os desenvolvimentos e contribuições do trabalho de pesquisa desenvolvido no escopo do doutorado. Deve ser redigido com rigor cientíico na língua Portuguesa. O Colegiado pode autorizar o uso da língua Inglesa. O POSMEC disponibiliza um Modelo_ Tese e dissertação (Microsoft Word) que deve ser preferencialmente utilizado. Há também o Modelo de Dissertação e Tese em LATEX.

  A tese de doutorado deve ser defendida pelo aluno perante uma Comissão Examinadora composta do Orientador (presidente) e mais cinco outros membros definidos de acordo com as Diretrizes_Comissoes_Examinadoras. Um dos membros externos é designado Relator da tese. Ele examinará previamente o trabalho e emitirá um parecer recomendando ou não a defesa da tese na forma como se encontra. A defesa só pode ser autorizada com o parecer positivo do Relator.

  A composição da comissão avaliadora tem que ser solicitada pelo orientador em formulário próprio e precisa ser aprovada pelo Colegiado Delegado antes da defesa. Recomenda-se que a solicitação de aprovação da comissão avaliadora seja encaminhada à Secretaria do POSMEC com pelo menos 45 dias de antecedência em relação à data prevista para a defesa.

  A defesa é pública. Inicia com uma apresentação de 50 minutos feita pelo aluno sobre o seu trabalho. É seguida de arguições por parte de cada membro da comissão avaliadora.  O público presente também tem oportunidade de se manifestar. Na sequência, a comissão avaliadora, em caráter reservado, delibera pela aprovação ou não do trabalho. É lavrada a ata da defesa e estabelecida uma folha de requisitos que a comissão examinadora pode exigir que sejam incorporados na versão final da tese de doutorado.

  O POSMEC preparou algumas orientações para ajudá-lo no processo de elaboração e apresentação da tese de doutorado: Dicas para escrever melhor e Dicas_Apresentacoes_Orais.

Atenção: não há segunda chance para a defesa da tese de doutorado. Em caso de reprovação, o doutorando é desligado do curso.

Publicação em Periódico

  Cada doutorando precisa publicar pelo menos um artigo em periódico internacional de bom nível. É requerido que o Qualis do periódico seja A1, A2, B1 ou B2. O Colegiado Delegado não aprovará a banca de doutorado sem a comprovação de que o artigo foi publicado, ou está aceito para publicação ou foi submetido para publicação.

Defesa de Tese e Diploma de Doutorado

Para a defesa da Tese o aluno deve seguir os PASSOS PARA A DEFESA

É de interesse do aluno o pedido de diploma.

  Após a aprovação na defesa de doutorado, o já doutor deve cumprir algumas formalidades para requerer o seu diploma de doutorado. Dentre elas, deve entregar a versão definitiva da sua tese dentro dos prazos definidos pela comissão examinadora.

 Após a defesa (em torno de uns 5 dias), deve-se dirigir à secretaria do POSMEC para fazer o check-list da documentação para o pedido de diploma, a UFSC aplica multa de R$ 8,00 por dia de atraso na entrega da versão final, após o prazo estabelecido.

  Veja as demais providências necessárias no Processo Requerimento de diploma